quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Diario de Pernambuco

Sensualidade como fonte de dinheiro

Tiago Cisneiros // Especial para o Diario

Trinta anos de casamento não são para qualquer um. Pensando nisso, a empresária Ana (nome fictício) decidiu inovar no presente do maridão. Em vez de relógios, canetas, eletrônicos ou meias, investiu seu dinheiro na produção de uma revista masculina diferente, cuja única modelo é ninguém mais, ninguém menos que... ela mesma. É isso mesmo: aos 49 anos, Ana juntou coragem para posar vestindo apenas lingerie, numa sessão fotográfica que, ao mesmo tempo, agradou ao parceiro de longas datas e realizou um antigo desejo pessoal.

Pensa que ela está sozinha nessa aventura? Pois não está mesmo. O ensaio sensual, por mais exótico que possa parecer, tem sido encarado por muitas mulheres como uma das melhores opções para homenagear a pessoa amada, apimentar a relação ou até servir como registro das diversas fases de suas vidas.

A agência paulista Nude, por exemplo, especializada em ensaios sensuais de pessoas "comuns", cobra entre R$ 2.510 e R$ 3.950 para cada cliente. Estão inclusas uma sessão fotográfica de cinco horas (com maquiagem, figurino e afins), a gravação de um DVD com todas as imagens e a confecção de uma revista ou livro com as 30 ou 40 melhores (selecionadas pela consumidora). O material é entregue dentro de 60 dias após o ensaio.

De 21 a 31 de setembro, a Nude fará sua terceira temporada no Recife. As pernambucanas que sonham com os flashes já podem entrar em contato e reservar um ensaio pelo e-mail nude@nude.art.br. As vagas são limitadas. Segundo a fotógrafa Jane Walter, uma das sócias da agência, as sessões serão realizadas nos motéis Lemon de Boa Viagem e Afogados, assim como nas duas passagens anteriores pela cidade.

Foi na última dessas passagens, em abril deste ano, que Ana decidiu curtir seu dia de modelo. "No começo, estava supernervosa, mas elas conversaram comigo, ofereceram espumante e acabaram me deixando à vontade. O resultado foi muito bom. Como não gostam de usar Photoshop, procuram fotografar a mulher de ângulos que a favoreçam", conta a empresária, que posou para as câmeras de lingerie.

Inspiração veio de novela

Se você está com a sensação de já ter ouvido algo sobre ensaio sensual para mulheres comuns, provavelmente, deve ser por causa de Viver a vida, última novela das oito da Rede Globo. Na trama, a fotógrafa Ingrid, interpretada por Natália do Vale e mais conhecida como mãe dos gêmeos Jorge e Miguel, dedicava-se a essa atividade. A personagem, vale dizer, foi inspirada em Darcy Toledo e Jane Walter, sócias na agência Nude. Mas em quem Darcy e Jane se inspiraram para apostar num ramo tão "diferente"?

Na cabeça das mulheres. Ou, em outras palavras, na vontade que muitas delas têm de encarnar o espírito de modelo sensual, sobretudo para presentear o namorado ou marido. Tudo começou, conta Jane, em uma conversa para lá de informal. "Um dia, Darcy estava em um churrasco e ouviu uma amiga dizendo que gostaria de fazer fotos no estilo Playboy, mas não tinha coragem de pedir isso para um fotógrafo." Era a deixa...

Darcy e Jane perceberam que havia demanda para iniciar um trabalho na área e resolveram entrar em campo. No fim de 2007, com a agência Nude montada, elas começaram a promover ensaios sensuais de algumas amigas, em caráter experimental. Aos poucos, definiram como seria o serviço e passaram a atender ao público em geral.

Leia a matéria completa, disponível no site do Diario.

(Idee Comunicação e Planejamento)

Nenhum comentário: